Imóvel na planta ou pronto para morar: qual escolher?
happy young woman thinking

Imóvel na planta ou pronto para morar: qual escolher?

happy young woman thinking

“A escolha de um imóvel para compra envolve uma série de questões, tais como, capacidade financeira, urgência para mudança, preferências, necessidades e estilo de vida. O conjunto desses fatores impacta diretamente na decisão de comprar um imóvel na planta ou pronto para morar.

Segundo a última pesquisa da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi-PR), em parceria com a BRAIN Inteligência Corporativa, de setembro de 2020, dos 6,1 mil apartamentos novos à venda em Curitiba, apenas 23,5% são de imóveis prontos para morar.

A pesquisa da Ademi-PR/BRAIN revelou ainda que de cada 100 apartamentos prontos para morar em Curitiba, 49 são com 4 quartos ou mais. Os empreendimentos de padrão médio (de R$ 400.001,00 a R$ 700 mil) e superluxo (acima de R$ 2.000.001,00) oferecem mais opções de escolha para quem deseja comprar um imóvel pronto.

Para o presidente da Ademi-PR, Leonardo Pissetti, cada modalidade apresenta suas vantagens. No caso do imóvel pronto, a principal delas é que as características e atributos da edificação podem ser verificadas diretamente no local. O comprador pode visualizar o acabamento, insolação, áreas comuns disponíveis, localização e entorno, bem como os custos de manutenção do condomínio e de impostos como o IPTU.

“Essas despesas serão efetivamente ‘para sempre’ e merecem atenção do comprador, que deve averiguar se elas são compatíveis com a sua renda e se poderão causar alguma dificuldade numa futura venda do imóvel”, alerta Pissetti.

Quanto ao pagamento, na aquisição do imóvel pronto, o comprador precisa dispor de uma poupança, geralmente para pagamento à vista, já que uma vez contratado o financiamento imobiliário, o bem deve estar quitado.

A flexibilidade de pagamento é uma das grandes vantagens da compra do imóvel na planta, evitando a descapitalização. “O imóvel na planta permite ao comprador o parcelamento de parte do que se chama de poupança, percentual do valor total do imóvel, que o cliente paga em prestações à construtora ou incorporadora durante o período de obras”, explica Pissetti

A compra do imóvel na planta também oferece uma boa margem de negociação com a construtora ou incorporadora, caso o cliente apresente uma programação de pagamento melhor do que a tabela oferecida pela empresa. “O cliente também ganha com a valorização patrimonial, variável em função da localização e características do edifício e dos indicadores econômicos”, comenta Pissetti.

Outra vantagem da compra do imóvel na planta é que o cliente tem à disposição mais opções de apartamentos para escolher no mesmo prédio, com diversidade de tamanho, andar, insolação e vagas de garagem. Além disso, há a possibilidade de personalizar o imóvel quando ele ainda está em construção.”
Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/conteudo-publicitario/ademi-pr/imovel-na-planta-ou-pronto-para-morar-qual-escolher/
Copyright © 2021, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados. fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/conteudo-publicitario/ademi-pr/imovel-na-planta-ou-pronto-para-morar-qual-escolher/

Leave a Reply